Como ECONOMIZAR INTERNET MÓVEL no CELULAR?

Você sabe como ECONOMIZAR INTERNET MÓVEL no CELULAR?

Bom, sabemos que as operadoras de celular estipulam franquias de internet para seus usuários, que nada mais é do que um limite de uso que varia de acordo com o plano que você contratou.

Quem nunca recebeu aquele SMS dizendo “Você atingiu 80% da sua franquia”, rsrs chato isso né. E como ninguém gosta de ficar sem internet, vou ensinar algumas dicas pra não acontecer isso!

5 – Atualizações automáticas
As atualizações e downloads de aplicativos devem ser feitas quando você estiver conectado a uma rede Wi-Fi para não gastar a sua internet móvel. Aproveite e entre nas configurações da loja de aplicativos e desabilite as atualizações automáticas dos aplicativos. No Android, é só ir em na Google Play Store, ir em “Configurações”, “Atualização automática do app” e selecionar ”Não atualizar” ou “Atualizar apenas na modalidade Wi-Fi”.

4 – Mandar audio no WhatsApp
Na hora que for entrar em contato com amigos e parentes, prefira os aplicativos de mensagens ou SMS e evite ficar enviando mensagens de áudio ou vídeo chamadas. Você pode acabar gastando, no mínimo, 3MB por 5 minutos de áudio e 20MB por 5 minutos de vídeo chamada, viu?

3 – Fotos, vídeos e jogos
Aplicativos de fotos e vídeos, como o Instagram, e jogos precisam de muita internet para conseguir carregar as imagens. Então, evite usar quando você estiver na rua, deixa pra fazer isso em casa ou quando tiver conectado no Wi-Fi

2 – Escolher um navegador
Alguns navegadores oferecem a opção de reduzir o uso dos dados, como o Google Chrome e o Opera Mini. Eles conseguem reduzir o tamanho das informações das páginas e fazer com que você gaste menos internet.

1 – Dar prioridade para o Wi-Fi
Sempre que puder, utilize o Wi-Fi para acessar a internet e redes sociais. Hoje em dia vários lugares como shopping, lojas, restaurantes e até praças públicas tem a opção de Wi-Fi gratuito.

Fontes:
www.olhardigital.com.br
www.gazetadopovo.com.br
www.techtudo.com.br

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

5 MOTIVOS para se fazer ENGENHARIA ELÉTRICA

Muitos alunos do canal me perguntam se é vantajoso fazer engenharia elétrica.

E hoje eu resolvi falar de 5 motivos para se tornar um engenheiro eletricista.

– SALÁRIO

Já começo falando de dinheiro, rsrs. Uma grande vantagem de ser um engenheiro é que temos um conselho regional muito forte, o CREA, ele quem regulamenta a profissão e principalmente os salários. Atualmente o salário de um Engenheiro é vinculado ao valor do salário mínimo e varia entre 6 a 8,5 salários mínimos dependendo da localidade e jornada de trabalho, nada mal pra um belo começo né?

– MERCADO DE TRABALHO

Após formado, o engenheiro eletricista pode trabalhar com sistemas elétricos de potência, na geração de energia, com eletrotécnica, em usinas, automação industrial, eletrônica, projetos e até mesmo nas telecomunicações, dentre várias outras áreas alternativas. Particularmente eu destaco um grande mercado que é energia renovável, tem crescido muito em nosso país este tipo de fonte de energia, atuar no setor solar com sistemas fotovoltaicos, aproveitar os ventos para gerar energia através dos geradores eólicos, cara tem muita coisa boa por aí!

– CURSO FOCADO E DIFERENCIADO

Uma coisa posso afirmar do curso de engenharia, jamais você irá passar por períodos de rotina. Começamos a aprender logo de cara cálculos, química, física, e isso tudo nos ajuda a sempre pensar em soluções aos nossos problemas. Outro dia um eletricista me disse que tinha passado no vestibular pra engenharia, mas falou comigo que odeia matemática, respondi a ele que tem 2 caminhos, primeiro não começar o curso, ou passar a gostar de matemática.

– QUANDO JÁ TRABALHA NA ÁREA

Durante a minha faculdade eu pude perceber que todos meus colegas que trabalhavam na área elétrica se sentiam mais confortáveis em fazer o curso. Claro que temos exceções qualquer pessoa pode fazer engenharia, basta querer e se esforçar pra isso, mas uma coisa é certa se você já é ajudante, eletricista ou até mesmo um eletrotécnico, tudo tende a ser mais fácil pra você, tudo fará mais sentido.

– ENTRAR PARA UM GRUPO SELETO DE PROFISSIONAIS

Vou falar uma coisa que parece mentira, mas meus colegas de faculdade estão aí pra não me deixar mentir. Éramos 45 alunos no começo da faculdade de elétrica, na formatura tinham apenas 9. Não quero desanimar ninguém com números, mas quero que você faça duas reflexões, a primeira, qual grupo você quer fazer parte dos que desistem ou dos que formam? A segunda, pra terminar algo, basta começar.

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

5 HABILIDADES QUE TODO ELETRICISTA DEVE TER

Você é um profissional da área elétrica? Eletricista, Engenheiro, Técnico, etc?

Será que você tem todas as habilidades necessárias para desenvolver na profissão?

Vem ver o TOP FIVE de hoje então!

Top5 – SABER USAR FERRAMENTAS E EQUIPAMENTOS DE
MEDIÇÃO

Bom, vai parecer brincadeira, mas acreditem que tem muito “eletricista” por aí que nunca usou um multímetro? Já me perguntaram em uma obra, mas pra que serve?
Claro que você não precisa saber tudo, mas se você se impõe como eletricista tem ao menos que saber o básico. Se informe e jamais pare de acompanhar as tendências e novidades, e claro usar a internet hoje pra isso é uma tacada de mestre, lançou produto novo, você já ta sabendo.

Top4 – CONHECER AS NORMAS QUE REGULAMENTAM A PROFISSÃO

Vou fazer uma pergunta básica e você deve me responder na sua mente.
Como se chama a norma brasileira que regulamenta instalações elétricas de BT no nosso país?
Se você pensou NBR-5410 você acertou, se não soube responder, está na hora de estudar, e muito. Surgindo qualquer dúvida sobre instalações BT, você vai à norma e esclarece, está tudo lá!

Top3 – LEITURA DE PROJETOS E DIAGRAMAS ELÉTRICOS

No início da carreira todos nós apanhamos para aprender a ler e a entender diagramas elétricos. Eu mesmo já vi muito “eletricista tarimbado” (experiente) não saber ligar um motor porque não entende o diagrama. Porém, colocando “mãos a obra” qualquer um aprende, de uma forma simples ou até na marra mesmo

Top2 – CONHECER OS RISCOS DE SE TRABALHAR COM ELETRICIDADE

Não é segredo pra ninguém que eletricidade mata, desde crianças já somos alertados quanto a isso. Então cabe a qualquer pessoa, que deseja passar quase 1/4 do restante da sua vida exposto a esse risco, ter muita atenção ao executar qualquer tipo de serviço.
A NR-10 é uma norma do Ministério do Trabalho que trata exclusivamente de segurança em instalações elétricas. Ela exige que qualquer profissional que trabalhe exposto ou próximo a eletricidade deve fazer um treinamento para conhecer os riscos. Eu sou instrutor de NR-10 a alguns anos e já orientei milhares de profissionais em todo o Brasil.

Top1 – ELABORAR ORÇAMENTOS

Quem nunca deu um preço e se perguntou: Será que estou cobrando caro ou barato? É uma questão complicada, porque muita gente não sabe quanto está gastando e se está compensando trabalhar assim. Ou então o eletricista vem e pergunta: Mas André, eu sou “fichado”, nunca precisei fazer orçamentos. Mas se amanhã você estiver na rua, vai ficar parado porque não sabe dar preço? Saber fazer um bom orçamento, calculando seus custos, e principalmente quanto quer ter de lucro, simplesmente determina seu sucesso como eletricista autônomo.

Apoio: Crimper

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

5 ERROS CLÁSSICOS que você NÃO PODE COMETER

Apoio: Crimper

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

5 APLICATIVOS PARA ELETRICISTAS QUE VÃO FACILITAR A SUA VIDA

E você usa aplicativos para facilitar seu dia-a-dia?

Abaixo listamos 5 aplicativos muito úteis para eletricistas

Se deixamos de falar algum que você usa e aprova, deixa nos comentários a sua sugestão!

5) Engenharia Eletrica – NOTA 4,1

Atualmente ele já calcula corrente monofásica, trifásica e sugere um dimensionamento de cabos, disjuntores e DR. Também calcula a queda de tensão, traz uma tabela de capacidade de condução de cabos e mais.

4) Cálculo – Condutores Elétricos – NOTA 4,1

Aplicativo para dimensionamento de condutores elétricos e proteção, de acordo com a norma NBR 5410, utilizando os critérios, condução de corrente e queda de tensão, desenvolvido pelo escritório de projetos Bcenge.

Os cálculos são elaborados com base na maneira de instalar, material condutor, tipo de isolação e número de condutores carregados.

3) MagicPlan – NOTA 4,2

MagicPlan MEDE seus quartos e DESENHA sua planta tirando apenas fotos.

Você pode então pagar para obtê-la nos formatos PDF, JPG, PNG, SVG, DXF e CSV, bem como publicá-la como uma PLANTA INTERATIVA na internet.

Com MagicPlan QUALQUER PESSOA PODE CRIAR UMA PLANTA EM APENAS ALGUNS MINUTOS.

2) RCM Dimensionamento – NOTA 4,3

O aplicativo destina-se para instalações elétricas de acordo com as normas brasileiras vigentes.

Com o software é possível dimensionar fios e cabos elétricos com simplicidade e rapidez. Possui a opção de dimensionar com praticidade e também a opção avançado.

O aplicativo também dimensiona eletrodutos, fornece dados para instalação de motores elétricos e calcula potência de iluminação e tomadas.

1) BE-A-BÁ da Elétrica – NOTA 4,6

Um guia prático de elétrica para consultas rápidas que reúne em um único local, informações sobre diferentes assuntos e vários fabricantes, resumos de normas e ferramentas de dimensionamento automáticas.

Ferramentas de Dimensionamento de Barramentos de Cobre, Dimensionamento de Fios Cabos, Dados de Motores Elétricos, e Partida de Motores Elétricos.

O BE-A-BÁ da Elétrica é destinado a todo profissional/estudante da área ELÉTRICA

Apesar do termo BE-A-BÁ, remeter ao básico, essencial, o conteúdo deste guia apresenta muito mais que o básico, trata-se de conceitos de como dimensionar e instalar de maneira correta e segura os equipamentos elétricos, além de conter: Sínteses de Normas

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

5 formas INCRÍVEIS de SE PROTEGER contra Choques Elétricos

5 MELHORES FORMAS DE SE PROTEGER CONTRA CHOQUE ELÉTRICO

Quer mais dicas como essas? Conheça o PORTAL PARCEIRO DA SCHNEIDER

Bom, existem várias formas de se evitar choque elétrico, como: NÃO USAR TÊS OU “BENJAMINS”, evitar GAMBIARRAS, e várias outras. Hoje vamos mostrar apenas 5 formas para se proteger.

5 – REVISAR INSTALAÇÕES A CADA 5 ANOS

Um condutor tem uma vida útil de aproximadamente 25 anos, mas ao longo do tempo ele é submetido, várias vezes, a sobrecargas e curtos-circuitos. Estas condições causam danos ao condutor, compromentendo principalmente a isolação, deixando-o vulnerável e diminuindo sua vida útil. Neste caso o certo a fazer é substituir o condutor, redimensionando-o para a nova realidade das cargas que, provavelmente, será com seção maior para suportar as sobrecargas impostas pela carga e ampliações futuras. Da mesma forma, os dispositivos de proteção deverão ser recalculados para esta nova situação, e a avaliação dos demais componentes deverá ser realizada em conjunto. A recomendação é que seja feita uma revisõa da instalação a cada cinco anos, no mínimo.

4 – DESENERGIZAR O CIRCUITO AO REALIZAR MANUTENÇÕES

ANTES DE MAIS NADA NÃO REALIZE MANUTENÇÕES SE NÃO ENTENDER BEM DO ASSUNTO. Desenergizar não é apenas desligar um disjuntor! Talvez você é uma pessoa que sabe trocar uma tomada ou quer trocar o resistor do chuveiro. É importante trabalhar sempre desenergizado, para isso vai lá, desliga o disjuntor, coloca um aviso no quadro de distribuição para ninguém chegar e religá-lo e depois teste com multimetro ou detector de tensão no circuito que irá trabalhar para se assegurar que não tem energia e eliminar o risco de choque elétrico.

3 – TER UM BOM SISTEMA DE ATERRAMENTO

O aterramento consiste na ligação do sistema e/ou dos equipamentos a terra, através de um condutor (cabo de terra), para que seja possível o escoamento das correntes de fuga do sistema (energia indesejada). Dessa maneira os profissionais ficam protegidos contra choques elétricos acidentais oriundos de falhas ou condições diferentes das normais de trabalho. Na prática, se uma máquina de lavar roupas não estiver conectada no aterramento e por algum motivo sua carcaça metálica entrar em contato com um cabo energizado, uma pessoa ao tocar na lataria sofre o choque e pode vir a óbito, principalmente se o piso estiver molhado (coisa provavél já que a máquina sempre fica em uma área molhada).

2 – DISPOSITIVO DR

O DR tem como função a proteção contra choques elétricos e a proteção do patrimônio evitando incêndios causados por falha elétrica. A proteção contra choques elétricos somente deve ser feita usando-se o DR de alta sensibilidade (30mA); Estima-se que 30% dos incêndios são causados por uma falha elétrica, daí a importância deste dispositivo.

1 – TOMADAS ORION COM PROTEÇÃO PARA CRIANÇAS

O maior risco de choque para as crianças está na curiosidade. Quem nunca ouviu falar “o menino enfiou algo na tomada”, o risco de choque elétrico nesse caso é muito grande. As tomadas Orion da Schneider possuem uma inovadora proteção (obturador) para crianças, garantindo segurança adicional. Os contatos energizados são apenas abertos quando um plug é inserido corretamente, ou seja, com os dois pontos de contato no mesmo tempo e ângulo.

Quer mais dicas como essas? Conheça o PORTAL PARCEIRO DA SCHNEIDER

O Portal do Parceiro da Schneider é uma excelente fonte de informação com cursos gratuitos de elétrica, vídeos sobre instalação elétrica, apostilas e materiais didáticos além de um programa de fidelidade para o eletricista faturar prêmios.

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

AS 5 MAIORES FONTES DE ENERGIA DO BRASIL – TOP FIVE

Você sabia quais as fontes de energia elétrica estão atualmente em nosso país?

Segundo a ANELL, atualmente o Brasil possui no total 4.697 empreendimentos em operação , totalizando 153.519.555 kW de potência instalada, com uma previsão de 24.453.459 kW na capacidade de geração do País nos próximos anos, proveniente dos 254 empreendimentos atualmente em construção e mais 591 em Empreendimentos com Construção não iniciada.

Resolvemos então falar sobre 5 principais fontes de energia em nosso país, classificando-as por capacidade de geração, vamos lá!

1 – Energia Hidrelétrica (UHE-CGH-PCH)

A energia hidrelétrica corresponde ao aproveitamento da água dos rios para a movimentação das turbinas geradoras de eletricidade. No Brasil, essa é a principal fonte de energia elétrica do país, sendo responsável por quase 65% da matriz energética brasileira.

Neste modelo, constroem-se barragens no leito do rio para o represamento da água que será utilizada no processo de geração de eletricidade. O mais aconselhável é a construção de barragens em rios que apresentem desníveis em seus terrenos, com o objetivo de diminuir a superfície inundada.

2 – Energia termelétrica (UTE)

A energia termoelétrica opera com o aquecimento da água para a produção de vapor, que aciona o gerador elétrico por meio de turbinas. Atualmente essa fonte de energia corresponde a quase 27% da matriz energética brasileira.

O funcionamento de uma usina termoelétrica – ocorre da seguinte forma: a queima do combustível propicia o aquecimento de água armazenada no reservatório, o que forma um vapor, que, por sua vez, é direcionado para as turbinas do gerador responsável pela produção de eletricidade.

3 – Energia eólica (EOL)

Como já adiantamos, o vento é um recurso energético inesgotável e, portanto, renovável. Em algumas regiões do planeta, a sua frequência e intensidade são suficientes para a geração de eletricidade por meio de equipamentos específicos para essa função. Basicamente, os ventos fazem os chamados aerogeradores, que ativam turbinas e geradores.

O mais interessante é que essa tecnologia tem tomado conta do nosso país, atualmente a energia eólica é responsável por mais de 7% da matriz energética brasileira.

4 – Energia termonuclear (UTN)

A energia nuclear é obtida a partir da fissão do núcleo do átomo de urânio enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia. A energia nuclear mantém unidas as partículas do núcleo de um átomo. A divisão desse núcleo em duas partes provoca a liberação de grande quantidade de energia.

No fim da década de 1960, o governo brasileiro começou a desenvolver o Programa Nuclear Brasileiro, destinado a implantar no país a produção de energia atômica. O país possui a central nuclear Almirante Álvaro Alberto, constituída por três unidades (Angra 1, Angra 2, e Angra 3). Está instalada no município de Angra dos Reis, no estado do Rio de Janeiro. Atualmente, apenas Angra 2 está em funcionamento, correspondendo a mais de 1% da matriz energética brasileira.

5 – Energia solar (fotovoltaica)

A energia solar é o aproveitamento da luz do sol para a geração de eletricidade (sistemas fotovoltaicos) e também para o aquecimento da água (placas solares). Trata-se também de uma fonte inesgotável de energia, afinal temos sol todo dia rsrs.

Até pouco tempo atrás era uma tecnologia muito cara mas seu aproveitamento vem crescendo tanto com a instalação de placas fotovoltaicas em residências, indústrias e grandes empreendimentos quanto com a construção de usinas solares especificamente voltadas para a geração de energia elétrica. Atualmente o setor é responsável por apenas 0,1% da matriz energética brasileira, mas temos um bom caminho a percorrer ainda.

Fonte: http://www2.aneel.gov.br/aplicacoes/capacidadebrasil/capacidadebrasil.cfm

CURIOSIDADES ENGEHALL

Você já ouviu falar da MAREMOTRIZ? Ou “energia das marés”?

Vale a pena conhecer – http://portaldaenergia.com/energia-maremotriz/

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

AS 5 MAIORES HIDRELÉTRICAS DO MUNDO – TOP 5

5 MAIORES HIDRELÉTRICAS DO MUNDO

5º Tucuruí I e II – Brasil (8.370 MW)

Localizada ao longo do Rio Tocantins, na cidade de Tucuruí, ao sul de Belém do Pará, a Hidrelétrica de Tucuruí é maior usina 100% brasileira (pelo menos até a conclusão da usina de Belo Monte) e apresenta o segundo maior vertedouro do mundo. A sua construção se deu entre os anos de 1974 e 1984. Em 2008, a usina de Tucuruí passou por reformas que dobraram a sua capacidade, alcançando os 8.370 MW atuais.

4º Guri – Venezuela (10.200 MW)

A Hidrelétrica de Guri, também denominada por Central Hidrelétrica Simón Bolívar, está localizada no Rio Caroni e sua construção foi concluída em 1986. Essa usina garante o abastecimento de toda a Venezuela e ainda exporta parte de sua energia para o Brasil, mais especificamente o Estado de Roraima.

3º Belo Monte – Brasil (11.233MW)

A Usina de Belo Monte é a única da lista que ainda se encontra em fase de ativação, foi inagurada em 2016, mas algumas turbinas serão totalmente ativadas até 2019. Com a sua conclusão, ela se tornará a maior usina hidrelétrica totalmente brasileira e a segunda maior da América Latina. Foi projetada para ter uma potência instalada de 11.233MW, o custo estimado foi de R$26 bilhões de reais.

2º Usina de Itaipu – Brasil (14.000MW)

Até 2012, essa era a maior usina hidrelétrica do mundo. A sua mais notória característica é o fato de ser uma hidrelétrica binacional, sendo utilizada por Paraguai e Brasil, uma vez que se encontra na fronteira entre esses dois países, no Rio Paraná. Suas obras foram iniciadas em 1975 e concluídas em 1982, sua construção contou com uma cooperação mútua entre os dois países.

Conforme acordado entre as duas partes, cada país utilizaria metade do total produzido pela hidrelétrica. Dessa forma, como o Paraguai não utiliza totalmente a sua metade, vende o restante para o Brasil. A Usina Hidrelétrica de Itaipu é responsável por abastecer 19% da produção de energia brasileira.

1º Usina de Três Gargantas – China (18.200MW)

A Usina de Três Gargantas, localizada no Rio Yang Tsé, além de ser a maior hidrelétrica do planeta, exerce outras duas importantes funções: primeiramente, ela ajuda no controle de enchentes causadas pela dinâmica fluvial da região e, em segundo lugar, colabora para a facilitação do transporte hidroviário ao longo do Yang Tsé. O início de suas obras ocorreu em 1993 e sua conclusão aconteceu em 2012, com um custo estimado em US$25 bilhões.

Fonte: PENA, Rodolfo F. Alves. “As Maiores Hidrelétricas do Mundo”; Brasil Escola.

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

5 Trabalhos MAIS PERIGOSOS do MUNDO (com eletricidade)

Trabalhar com eletricidade não é nada fácil, por isso separamos 5 trabalhos mais perigosos envolvendo eletricidade.

Dados divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) mostram que em 2014 foram registrados 471 mortes decorrentes de acidentes de trabalho com eletricidade, contra apenas 53 no ano anterior. Além disso, foram registrados 766 acidentes com terceiros envolvendo rede elétrica e demais instalações. Desse total, resultaram 264 mortes.

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

5 MAIORES INVENÇÕES elétricas de TODOS OS TEMPOS – TOP FIVE

É uma pequena aulinha de história contendo curiosidades sobre cada criação, aproveitem bastante.

Abaixo um resmo da nossa pesquisa:

– Lâmpada incandescente

Desde o início do século XIX, vários inventores tentaram construir fontes de luz à base de energia elétrica. Humphry Davy, em 1802, construiu a primeira fonte luminosa com um filamento de platina, utilizando-se do efeito Joule, observado quando um resistor é aquecido pela passagem de uma corrente elétrica a ponto de emitir luz visível. Outros vinte e um inventores construíram lâmpadas incandescentes antes de Thomas Alva Edison, que foi primeiro a construir a primeira lâmpada incandescente comercializável em 1879, utilizando uma haste de carvão (carbono) muito fina que, aquecida acima de aproximadamente 900 K, passa a emitir luz, inicialmente bastante avermelhada e fraca, passando ao alaranjado e alcançando o amarelo, com uma intensidade luminosa bem maior, ao atingir sua temperatura final, próximo do ponto de fusão do carbono, que é de aproximadamente 3 800 K.

– Pilha/ Bateria

Criada em meados de 1800, a pilha voltaica apresentada pelo cientista italiano Alessandro Volta deu início ao que tempos depois iria se transformar nas baterias de íon-lítio que utilizamos em nossos aparelhos eletrônicos. Não fosse essa invenção, dificilmente teríamos chegado a uma era na qual é difícil pensar em um aparelho que não pode ficar longe de uma tomada para conseguir funcionar corretamente.

– Telefone

Há muita controvérsia sobre a invenção do telefone, que geralmente tem sido atribuída a Alexander Graham Bell.
Entretanto, como reconheceu o Congresso dos Estados Unidos através da resolução 269, de 15 de junho de 2002, o aparelho foi inventado por volta de 1860 pelo italiano Antonio Meucci, que o chamou “telégrafo falante”. A primeira demonstração pública da invenção de Meucci teve lugar em 1860, e teve sua descrição publicada num jornal de língua italiana de Nova Iorque. Meucci criou o telefone com a necessidade de comunicar-se com sua esposa, que era doente e por isso ficava de cama no seu quarto no andar superior. O laboratório de Meucci ficava no térreo, assim ele não tinha condições para cuidar da esposa e trabalhar ao mesmo tempo; assim sendo, ele inventou o telefone, a fim de que se sua esposa precisasse dele não tivesse que gritar ou sair de sua casa.

– Comunicação sem fio (Rádio)

Responsável por permitir a invenção de celulares, notebooks, video games portáteis, entre outros produtos, a tecnologia sem fio teve sua estreia em 1891 graças aos experimentos de Nikola Tesla. Nos anos que se seguiram, a descoberta evoluiu de forma a permitir que o mundo se comunicasse de forma integrada.

– Televisao

Especialistas concordam que quem deve levar o título de “pai da televisão” é o físico escocês John Logie Bardie. Já que os experimentos de Bardie, realizados em um laboratório improvisado em Londres em 1925, resultaram na primeira transmissão de imagens em nível de cinza em movimento, ele construiu o primeiro sistema de televisão realmente viável da história. Em 1928 aconteceu a primeira transmissão transatlântica, entre Londres e Nova York, e a primeira transmissão ao vivo ocorreu três anos depois.Já em 1930, Bardie lançou um sistema para transmitir sons de forma simultânea com as imagens. Os historiadores consideram que a televisão surgiu oficialmente nesse momento.

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui