☑️ Como TUBULAR LAJE de ISOPOR de maneira SUPER FÁCIL

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional: https://ift.tt/2B6Mgwh ⚡️
——

🔴 Entre em nosso TELEGRAM e seja notificado sempre que sair novos vídeos:
https://ift.tt/2SOVwyy
——

👉 Conheça o Curso Gratuito de Eletricista da Engehall Elétrica:
https://ift.tt/2B2XaDh
——

👉 Conheça o Curso Energia Solar Lucrativa:
https://ift.tt/2zHSPIT
——

👉 Conheça o Curso de Comandos Elétricos da Sala da Elétrica:
https://ift.tt/31jv3dN
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/2MyzEU5
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

👉 Curso NR10 com 20% de desconto:
https://ift.tt/2OEFKoH
——

Bom a parte de tubulação ficou com o Brener, subi na laje apenas para mostrar os detalhes do projeto para ele. O Brener subiu com todos os EPIs e com linha de vida montada, afinal ele permaneceu mais tempo sobre a laje.

E aqui está o Brener já se preparando para distribuir os dutos. Notem que por ser uma laje de isopor colocamos uma tábua de 30 cm para ele se movimentar melhor. Andar na laje pessoal tem um segredo, seja ela de tijolo ou seja de isopor. Ou você coloca tábuas para te ajudar na movimentação ou você somente pisa nas vigas de concreto, porque se pisar fora o tombo é feio.

Fizemos a medição dos pontos e estamos cortando o isopor para encaixar a caixinha. A dica aqui é marcar o furo um pouco menor para a caixinha entrar mais prensada, isso ajuda na fixação, corte também com bastante cuidado, não pode dar o mole de quebrar isopor, na maioria das vezes vem poucas peças reserva.

Continuamos então a colocar as caixinhas, o primeiro passo é esse, distribuir as caixinhas conforme os centro dos ambientes. Para isso medimos a distância na transversal e furamos o isopor onde for a metade da distância medida na trena.

Pronto, aqui temos três caixinhas de dois ambientes praticamente conectadas, abaixo temos a cozinha e também a sala, sem maiores imprevistos até aqui, vamos ver o resto da distribuição, primeiro derivando os pontos para o quadro de distribuição e depois mostro como conectar os conduítes na caixa octogonal!

Agora irei conectar a caixinha da cozinha no quadro de distribuição. Basicamente todos os dutos saem desse ponto aqui. Eu gosto de medir por cima e deixar uma sobra de aproximadamente 2 metros para fazer o corte, dessa forma os dutos descem na parede e ficam a pouco menos de 1 metro do chão, o suficiente para dar acabamento ao quadro de distribuição depois.

Arredo um pouco o isopor e ajusto melhor o conduite, ele deve ficar rente a parede, e devemos cortar depois para embutir. Como aqui é uma reforma eu não fiz uma cinta no meio da casa, fiz apenas em volta dela, então não deixei espera de eletroduto, depois é só cortar no tijolo e passar os dutos.

Movo um pouco a viga da laje apenas para colocar o conduite, depois a gente corta e embute para encaixar a viga no lugar novamente. Já na caixinha a conexão é simples, quebramos com o dedo mesmo o furo de 25mm da caixinha que já vem destacado mesmo, eu não gosto de destacar tudo, gosto sempre de deixar preso em uma parte para que o duto entre mais justo, coloco sempre uns 10 a 15cm de conduite pra dentro, depois na hora de passar os cabos a gente corta as sobras. Notem que a todo momento volto no projeto e confiro se está saindo conforme planejamos, está ficando assim nossa distribuição.

Pronto agora já temos boa parte da laje tubulada, notem que coloquei arame em poucos pontos, o certo é colocar em uma viga, pular uma ou duas e colocar novamente, isso evita que a mangueira desloque na hora da concretagem. Amarrado aqui pra cima, deixei três dutos de espera para o andar superior, terei um quarto aqui em cima, e optei deixar conduite sobrando aqui pra depois fazer a ligação entre os quadros. Essa parte aqui onde tem vários conduítes subindo que falei que iremos quebrar, como falei não tem viga ali, deixei na parede mesmo.

Por baixo da laje já temos uma noção de como está ficando os dutos nas caixinhas do teto, notem também que usamos escoras com peças de eucalipto e tábuas, que eu tinha sobrando aqui na roça, isso é um recurso que os pedreiros usam nas obras também para escorar, mas você pode alugar as escoras de metal reguláveis que é uma boa também e é barato.

Aproveitamos também para embutir os dutos do quadro na parede. Como aqui é uma reforma com ampliação da casa, tinha uma parte rebocada e outra ainda não, por isso o Brener uma uma serra mármore para fazer os cortes na parede e depois quebrar o reboco e os tijolos. Agora é virar o concreto pra cima dessa laje e pronto.