🛠 Preciso REFORMAR O PADRÃO para instalar ENERGIA SOLAR?

👉 Saiba mais sobre o Curso “Energia Solar Lucrativa”: https://ift.tt/39QEJ43
——

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional: https://ift.tt/2B6Mgwh ⚡️
——

✋🏻 Para os NÃO INSCRITOS 🔴 “NÃO CLIQUE NO LINK” 🚫: https://ift.tt/2pb2BgS
——

👉 Conheça o Curso Gratuito de Eletricista da Engehall Elétrica:
https://ift.tt/2B2XaDh
——

👉 Conheça o Curso de Comandos Elétricos da Sala da Elétrica:
https://ift.tt/31jv3dN
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/2MyzEU5
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

👉 Curso NR10 com 20% de desconto:
https://ift.tt/2OEFKoH
——

Energia Solar: Tudo o que você precisa saber!

A energia solar é mais econômica e sustentável, por isso seu crescimento é tão pronunciado atualmente, sendo alvo de investimentos empresariais, pessoais e governamentais. A geração de energia a partir de raios solares vem ganhando cada vez mais espaço no cenário mundial e o nosso país é privilegiado nesse aspecto, já que temos uma intensidade constante dessa iluminação que pode ser convertida em energia elétrica.

Com este tipo de tecnologia, podemos economizar nos gastos com a conta de luz, podendo até não pagar nenhum centavo com eletricidade por décadas.

Como funciona?
Como todo processo de geração de energia elétrica, existe uma conversão de diferentes tipos de energia para termos eletricidade. Nesse caso, a energia proveniente do sol, a energia eletromagnética, é convertida em energia elétrica, que por sua vez é utilizada para inúmeras aplicabilidades cotidianas, como por exemplo, carregar a bateria do nosso celular que tanto usamos diariamente. Esse processo citado corresponde ao tipo mais comum de energia solar, a fotovoltaica.

Nesse sistema, células fotovoltaicas absorvem os raios luminosos por meio de painéis solares instalados em telhados, por exemplo, e por meio de um inversor solar, a energia é convertida, podendo assim ser consumida pelas residências ou estabelecimentos comerciais. O Brasil é um país com ótimas condições para a geração desse tipo de energia.

Crescimento
Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a energia solar representa 1,2% da matriz elétrica brasileira e teve crescimento recorde em 2018, com alta perspectiva de crescer neste ano de 2019. Este crescimento, se dá principalmente pela crise energética que o país enfrentou nos últimos anos por conta dos períodos de seca, já que as hidrelétricas representam 61% da matriz energética do país.

Somado a isso, existem outros fatores para uma maior procura por esse tipo de geração de energia no país, que são eles:

Aumento da conta de luz;
Os avanços da tecnologia fotovoltaica;
Maior facilidade de financiamento para compra dos painéis solares;
Redução nos custos dos equipamentos fotovoltaicos;
Aumento de incentivos para a instalação dos painéis solares.

Energia Renovável
Uma das principais vantagens na utilização da energia solar como fonte energética é questão ambiental. As radiações solares são consideradas fontes renováveis de energia, ou seja, são fontes não esgotáveis de recursos naturais e que podem ser utilizadas na geração de eletricidade, causando mínimos impactos ambientais.

Sistema de compensação
Se um painel solar produzir energia em uma quantidade maior que o meu consumo, o que acontece? Essa é uma das principais dúvidas que existem quanto a essa tecnologia, já que a energia solar tem uma alta taxa de produção energética e nem sempre consumimos toda a energia gerada mensalmente. Por isso, ANEEL criou resoluções que estabelecem normas para a geração desse tipo de energia. Segundo a ANEEL, o sistema de compensação de energia elétrica corresponde ao empréstimo gratuito do excedente de energia produzida à distribuidora local e posterior compensação com o consumo de energia elétrica dessa mesma unidade consumidora.

Esse processo funciona como se fosse um sistema de crédito, só que nesse caso envolve energia elétrica excedente que pode ser descontada em uma fatura de energia de meses seguintes da mesma distribuidora que foi fornecida o excedente. Atrelado a esse sistema, existe também a Geração Distribuída (GD), que é definida como a geração de energia elétrica próxima ao local de consumo ou no próprio estabelecimento consumidor.

Na GD, a fonte de energia elétrica, que nesse caso são as células fotovoltaicas, é conectada diretamente na rede de distribuição ou local de consumo e é a partir desse processo, que é possível realizar o sistema de compensação de energia por meio do excedente produzido.

André Mafra

Diretor da Engehall e idealizador dos cursos online de NR10 e Curso de Eletricista.