CARREGANDO PILHAS NÃO RECARREGÁVEIS... Ideia Maluca 02 1

Você sabe a diferença entre as pilhas não-recarregáveis e recarregáveis? E qual o modelo mais indicado para as suas necessidades?

Toda pilha funciona basicamente com a conversão de energia química em elétrica.

A comum é formada de zinco (em seu pólo negativo) e carbono (no pólo positivo), com ambos os elementos em contato por meio de uma mistura de dióxido de manganês, carbono, cloreto de zinco e amônio. Quando os pólos positivo e negativo são ligados externamente, ocorre uma reação química em que o zinco libera elétrons que atravessam o circuito externo. “O dióxido de manganês, em contato com o carbono, consome elétrons. Essas transformações químicas produzem uma diferença de potencial elétrico “a tensão” e, conseqüentemente, energia elétrica”.

Já as pilhas recarregáveis são na maioria das vezes compostas de uma liga de níquel cádmio. Na teoria, as pilhas comuns produzem uma reação não reversível, já as pilhas recarregáveis produzem uma reação reversível, o que permite usar e recarregá-las novamente.

Uma informação IMPORTANTE: pilhas alcalinas não são recarregáveis. São apropriadas para equipamentos que precisam de descargas de energia fortes e rápidas, equipamentos portáteis de som, câmeras fotográficas, MP3, brinquedos, jogos, lanternas etc. São mais eficientes em aplicações que requerem longos períodos de alimentação com correntes elevadas.

Já as pilhas recarregáveis oferecem maior aproveitamento em aparelhos eletrônicos, pois têm maior capacidade. Então quanto maior capacidade tem a pilha, mais tempo você conseguirá manter seu aparelho ligado.

No entanto, é comum não funcionarem mais após certo número de cargas e descargas. O motivo principal é que os compostos químicos vão perdendo a capacidade de armazenamento. Todos os tipos de pilha possuem compostos químicos que se deterioram com o tempo. Assim, todas têm um prazo de validade e não devem ser usadas após a data especificada pelo fabricante.

Quer obter mais  conhecimento na área elétrica e ter mais confiança e segurança para executar serviços elétricos?
👉 Clique aqui

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *