Curso de Eletricista em SP

ATENÇÃO: Veja Agora como realizar o curso de eletricista em SP e tornar-se um Eletricista profissional mais SEGURO, CONFIANTE e capaz de executar QUALQUER TIPO DE SERVIÇO mesmo sem experiência na na área elétrica
Reproduzir vídeo

E AINDA: Descubra como nossos alunos estão ganhando de R$2.000,00 a R$6.500,00 mensais e sendo reconhecidos profissionalmente

Conheça também o Curso de Eletricista em SP Gratuito

Saiba como realizar o Curso em SP Grátis e ter a sua qualificação profissional eletricista!

A Engehall disponibiliza cursos online de forma gratuita para você e com certificado válido em todo o Brasil, clique no link abaixo:

Clique aqui -> Curso Grátis

alunos de curso de eletricista

Quais os tipos de curso de Eletricista?

  • Curso de Formação Profissional Livre
  • Curso de Ensino Técnico
  • Curso de Ensino Superior

Quanto tempo dura o curso de eletricista?

A Formação Livre possui a carga horária mínima de 80 horas.

A carga horária dos cursos técnicos é de aproximadamente 2 anos.

Formação superior possui a carga horária de no máximo 5 anos.

Vale recordar que há a opção de estudar online e presencialmente em uma escola, obtendo o seu certificado válido em todo o território que é requerido na atuação. A qualificação deve ser priorizada para quem disputa uma vaga de emprego!

Clique aqui para mais informações, é simples e seguro -> Curso Grátis

Qual valor do curso de eletricista?

Podem variar em torno de R$ 297,00 para cursos livres até R$ 2.200,00 nos cursos superiores.

alunos trabalhando em um quadro

O que é preciso para ser um eletricista?

Você que deseja ingressar no ramo da eletricidade o ideal é possuir o 2º grau, fazer cursos livres, técnicos ou de ensino superior e obter certificação através deles.

Uma dica para você é ser aluno de um curso conhecido no ramo e que tenha boa reputação para aumentar os seus conhecimentos e obter um certificado válido em todo território nacional.

Para ingressar no ramo, é comum ver aluno entrando no mercado como ajudante ou fazendo estágios para aprimorar a sua parte técnica.

Quais ferramentas um eletricista precisa ter?

Para trabalhar com eletricidade é necessário portar a ferramenta certa para cada atividade, porém para iniciar na área seguem algumas essenciais:

  • Chaves de fenda
  • Chaves Philips
  • Alicate de corte lateral
  • Alicate de bico
  • Alicate prensa terminais
  • Alicate universal
  • Lâmina ou canivete
  • Multímetro
  • Fita isolante
  • Martelo
  • Detector de Tensão
  • Chave inglesa
  • Trena

O que um eletricista faz ?

Esse profissional tem como tarefas fazer instalações em ambientes residenciais, comerciais e industriais, seguindo as normas regulamentadoras (NR 10, por exemplo).

Instalação de fiação, cabos coaxiais, tanto para computadores como para sistemas de telefonia ou sistemas elétricos industriais.

Fazer reparos na parte elétrica, instalar dispositivos eletrônicos e outros.

Manusear os equipamentos corretos para cada tipo de fiação é de suma importância.

Os trabalhadores qualificados podem trabalhar na indústria, construção civil, empresas petroquímicas, prestadoras de serviços, em órgãos públicos e como autônomos.

Entre as atividades desenvolvidas, ainda podemos citar:

  • Ler e interpretar desenhos técnicos de fiação e instalações elétricas. Instalar e realizar os reparos em fios condutores e equipamentos elétricos.
  • Reparar dispositivos elétricos.
  • Reparar maquinário elétrico industrial.
  • Verificar a segurança de dispositivos elétricos.
  • Elaborar orçamentos e projetos de instalações elétricas.

Bem como dispor de domínio dos instrumentos de trabalho e conhecimentos técnicos no exercício da profissão. O eletricista ideal apresenta características como:

  • Saber calcular e interpretar desenhos técnicos;
  • Ter uma comunicação eficaz
  • Possuir habilidade para solucionar problemas
  • Ser responsável e organizado
  • É imprescindível trabalhar com segurança e, no caso de eletricistas autônomos, empreendedorismo, atendimento de qualidade e capacidade de negociação.
  • Informática também está se tornando cada vez mais importante para os eletricistas.
 

curso de eletricista em bh

Consigo me tornar um profissional confiável e respeitado?

A era digital e a área de ensino trouxeram mudanças bem significativas nas últimas décadas, para se tornar respeitado e confiável antes era necessário um curso técnico no Senai ou faculdade e obter uma certificação.

A questão é que alguns estudantes não conseguiam completar o curso, sendo a falta de tempo, dinheiro e até mesmo insegurança em conseguir colocação no mercado os principais fatores.

Muitos profissionais que acabaram de se formar em algum curso, uma vez inseridos no mercado de trabalho real, notavam que a prática era totalmente diferente daquilo que aprendiam na sala de aula.

Com a evolução da tecnologia e o boom das redes sociais, outras técnicas de aprendizagem acabaram aparecendo no mercado, como o youtube, por exemplo, e o ensino a distância (EaD), sendo uma realidade acessível a todos, abrindo portas para um novo jeito de ensinar e aprender através de aulas online.

Após entender a real necessidade desses profissionais, empresas como a Engehall apareceram com os cursos profissionalizantes livres, os quais possuem um formato bem mais acessível, com foco em resultado e dentro da realidade daqueles que desejam trabalhar na elétrica.

Qual é o tamanho do mercado elétrico?

A busca por profissionais qualificados para preencher as solicitações de serviço está a todo vapor, porém o número que se tem de pessoas disponíveis é pequeno.

Dessa forma, quem se aperfeiçoou encontra ótimas oportunidades de serviço já que a confiabilidade em seu conhecimento será um item a mais.

O profissional qualificado encontrará sempre uma boa demanda de trabalho, visto que são vastas as oportunidades para todas os ramos que exigem eficiência técnica.

Quanto ganha um eletricista residencial e predial?

Veja a seguir os valores recebidos por eletricista residencial e predial autônomo e assalariado.

renda de um eletricista

Assista a nossa aula -> Curso Grátis
Qual a renda de um eletricista autônomo?

Há diversos casos onde os trabalhadores autônomos têm a capacidade de receber valores superiores aos recebidos por engenheiros e técnicos formados.

Esses profissionais da energia elétrica integram um grupo seleto que levam as suas tarefas realmente a sério, desempenhando as melhores práticas, respeitando normas e sempre atentos a novas tecnologias e atualizações.

Eles mostram que a prática nas obras e o conhecimento de demanda também são fundamentais para obter melhores resultados financeiros.

Caso opte por abrir uma empresa ou ser autônomo é importante aprimorar seus conhecimentos com cursos específicos e aumentar o seu conhecimento no ramo.

Afinal, quanto ganha um eletricista autônomo residencial e predial?

Recentemente foi levantado que profissionais autônomos têm a possibilidade de ganhar de 1500 a 6500 Reais variando de região para região, nível de conhecimento e empenho individual.

Quanto ganha um eletricista assalariado?

Salário de um profissional certificado em São Paulo

O salário médio em São Paulo (capital) é de R$ 1.538 por mês – São Paulo.

Veja a seguir exemplos de valores pagos aos profissionais conforme sindicatos em Reais (R$):

Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção e do Mobiliário de Santos (SP)

  • Operários qualificados:  1.481,04
  • Operários não qualificados: 1.074,48

Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Espírito Santo (ES)

  • Eletricistas: 1.731,40
  • de Manutenção: 1.834,80
  • de Força e Controle: 2.266,00
  • Montador: 2.131,80

Sindicato dos Oficiais Eletricistas e Trabalhadores na Indústria de Instalações Elétricas, Hidráulicas, Gás e Sanitárias de Maringá (PR)

  • Meio Oficial: 959,20
  • Oficial A: 1.025,60
  • Oficial B: 1.328,80
  • Sub Encarregado: 1.460,80
  • Encarregado A: 1.806,20
  • Encarregado B: 1.911,80
  • Encarregado Geral: 2.041

Ainda a respeito desses valores salariais, vale destacar que há um valor adicional pago aos trabalhadores de 30% de periculosidade dentro do setor.

Média salarial do Eletricista

Uma pesquisa realizada pelo site Catho, mostra valores em torno de  R$3.000, com um salário médio em todo o país de cerca de R$1.700,00. A seguir veremos os salários médios (em R$)  de acordo com as funções exercidas, conforme indica a fonte:

  • Industrial: 1.883,94
  • de Veículos: 1.692,74
  • Eletrônico: 2.524,78
  • de Instalações: 1.354,21
  • de Força e Controle: 1.994,93
  • Montador: 1.652,15
  • Montador de Painel: 1.666,97
  • Predial: R$ 1.530,61
  • de Manutenção Industrial: 2.365,85
  • de Ar Condicionado: 1.460,38
  • de Empilhadeira: 2.173,50
  • Técnico: 2.270,71
  • Meio Oficial : 1.264,83
  • Oficial : 1.386,61
  • Auxiliar: 1.048,45
  • Mecânico: 1.959,01
Faça o curso da Engehall e receba o certificado de conclusão

curso-eletricista-profissional-preco

O que se aprende no curso de eletricista industrial?

Nesse curso, o aluno se qualifica na montagem e manutenção de instalações elétricas, máquinas e equipamentos, interpretação de esquemas e diagramas, levantamento de cargas, montagem de quadro de distribuição e de comandos elétricos, instalação de dispositivos, componentes e controladores lógicos.

Quais os Riscos da área elétrica?

Há uma maior chance de acidentes graves na ocasião em que os colaboradores estão trabalhando com a rede elétrica energizada, principalmente em instalações elétricas residenciais, já que muitos não usam proteção.

Levando em consideração o número expressivo de acidentes de origem elétrica, várias medidas foram elaboradas com o passar dos anos com o objetivo de proteção desse especialista.

Atualmente, é encontrado no mercado diversas maneiras de garantir a segurança e a saúde, podendo citar os itens como os uniformes anti-chamas e arcos elétricos, instrumentos mais convenientes para cada tipo de tarefa, epi’s e epc’s com CA (Certificado de Aprovação do MTE), e ainda podemos contar com o curso NR10 e NR35 (riscos em altura) direcionados ao preparo desses especialistas para os riscos inerentes durante a tarefa com a elétrica.

Quais os tipos de eletricistas?

Os entusiastas que planejam seguir nessa carreira devem se preparar para fazer algum curso de qualificação profissional, eles encontram inúmeras ofertas disponibilizadas em sala de aula ou a distância (EAD) em vários segmentos, tais como:

  • Montador
  • Instalador
  • Eletricidade Industrial
  • Eletricista
  • Instalador Predial de Baixa Tensão
  • Instalações Industriais
  • Técnico
  • Técnico em Eletrônica
  • Profissional em Eletroeletrônica
  • Técnico sobre Eletrotécnica
  • Técnico em Eletromecânica

curso de elétrica em BH

Quais cursos livres posso fazer na área elétrica?

  • Curso de Eletricista residencial e predial
  • Curso de Aterramento
  • Curso de Comandos
  • Curso de Projetos
  • Curso de Energia Fotovoltaica
  • Curso de Automação Industrial
  • Curso de Automação Residencial
  • Curso de Segurança – CFTV, Alarme e Cerca Elétrica

Concurso Público para Eletricistas

Os entusiastas da elétrica podem ocupar cargos públicos em prefeituras, órgãos estaduais e federais.

Concursos recentes com vagas para eletricistas, E. de manutenção e técnicos oferecem renda inicial entre R$ 1.000,00 e R$ 2.300,00, mais adicionais, gratificações e benefícios. Portanto, vale a pena se preparar para a avaliação e conquistar a sua vaga.

Faça o curso da Engehall e receba o seu certificado de conclusãocurso-eletricista-profissional-preco

Conheça também nosso -> Curso Grátis

Qual é o conteúdo programático?

Conceitos Gerais de Eletricidade
Composição da Matéria
Grandezas e medidas da eletricidade
Circuitos elétricos
Lei de Ohm
Magnetismo
Eletromagnetismo
Corrente contínua e alternada
Noções de segurança em tarefas com eletricidade
Emendas e isolamento em condutores de eletricidade
Condutores de eletricidade: fios e cabos unipolares e multipolares
Aterramento elétrico
Leitura de projetos
Instalações de:
tomadas monofásicas de uso geral
interruptores
Campainha
lâmpadas fluorescentes
chuveiro elétrico
centros de distribuição de aterramentos
padrões monofásicos
padrões Trifásicos


Chuveiro como o motivo número um de acidentes elétricos, você estava ciente disso?

Pois é, pode acreditar! Realizar a troca de temperatura no chuveiro com ele em funcionamento é o principal causador de uma boa quantidade dos acidentes domésticos. Conforme relatado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade, foram registrados em 2017 o número de 1.387 ocorrências de acidentes dessa natureza. Dentro dessa totalidade, 702 tiveram óbito como resultado, infelizmente.

O que seria esse tal choque elétrico, afinal de contas?

No momento em que uma corrente elétrica atravessa o organismo deriva o que é conhecido como choque elétrico. As principais sensações que podem ser relatadas por um acidente assim são dores musculares, formigamento, graves queimaduras, contrações, convulsões e até mesmo as temidas paradas cardíacas. Pode-se dizer também que, tendo como fonte a descrição da pesquisa, 57% dos relatos de acidentes registrados foram motivados por choque elétricos em geral.

Como devo proceder em caso de acidentes elétricos?

Desligar a fonte de energia para cortar a corrente elétrica deve ser a primeira coisa que você deve fazer para lidar com acidentes elétricos. Logo após deve ser afastado a vítima da fonte causadora do acidente com o choque elétrico, mas atenção – você não deve tocar no objeto, utilize objetos de madeira ou borracha para isso, pois eles não conduzem energia. Também é de suma importância não encostar na vítima, para que , assim como alertado para a fonte, evitar a transmissão de corrente elétrica. Para terminar, não esqueça de solicitar socorro com uma equipe médica de emergência, eles irão orientar você para um primeiro socorro até a vítima finalmente poder ter atendimento médico qualificado.

Aprenda a evitar acidentes elétricos?

Como já aprendemos tudo que é necessário a respeito dos acidentes com a energia elétrica, é hora de saber como se manter distante desse infortúnio. Veja a seguir as medidas mais famosas quando o assunto é prevenção:

– Fios sem proteção ou partidos são potenciais motivadores de acidentes, esteja alerta;
– Jamais mantenha na tomada o carregador quando não estiver em uso;
– Mantenha equipamentos elétricos fora do alcance de crianças, adicionar nas tomadas tampas de proteção também é muito indicado;
– Ter o Fio Terra instalado em dispositivos para interromper o curso de energia em caso de fuga;
– Ter na residência tomadas do tipo 3 pinos uma vez que o pino central atua amenizando instabilidades elétricas e choques;
– No momento da troca de lâmpadas o circuito tem que estar desenergizado, não se esqueça disso;
– Tenha muita cautela na utilização de extensões e benjamins, fique bem atento para que as tomadas não sejam sobrecarregadas;
– Contratar um profissional habilitado e experiente quando o assunto for eletricidade é sempre bem-vindo.

Com quem devo contar quando houver acidentes elétricos?

É imprescindível ter um grupo médico o qual forneça atendimento eficaz e sem demora no local do acidente no momento em que houver os acidentes elétricos. Uma equipe médica é capaz de fazer uma grande diferença na ocasião em que a vítima está entre a vida e a morte, já que uma equipe especializada deixa garantida a rapidez no socorro e a disposição de ferramentas para aquela ocasião.

Av. Portugal, 4340
Itapoã – Belo Horizonte/MG
Tel: (31) 3499-6030​

Curso de Eletricista em BH